Image1
 

Patrocinadores

- Publicidade -

Contator de Visitas

9022322
Hoje
Ontem
Esta Semana
Ultima Semana
Esse Mês
Mês Passado
Todos os dias
6100
9691
49697
8902824
58019
266748
9022322
Seu IP: 35.172.233.2
Radio e TV Auxiliadora
 

Principal


Recebemos, apoiamos e divulgamos

a pedido do Revmº Sr. bispo Diocesano D. Pedro Carlos Cipolini

A TODOS OS QUE COMPREENDEM O VALOR DA VIDA HUMANA: 

AMEAÇA À FAMÍLIA

A SITUAÇÃO É GRAVE: O ATUAL GOVERNO PRETENDE APROVAR A IDEOLOGIA DE GÊNERO COMO DIRETRIZ OBRIGATÓRIA DA EDUCAÇÃO NACIONAL.

          O Senado estará votando, em regime de urgência, o Plano Nacional de Educação para os próximos 10 anos. O Plano tramita sob o nome de Projeto de Lei PLC-103-2012. O Senador Vital do Rêgo, do PMDB da Paraíba, da base aliada do atual governo, protocolou no fim do expediente desta sexta feira dia 6 de dezembro este substitutivo, que poderá ser aprovado para no próximo dia 17 de dezembro que estabelece: QUE A IDEOLOGIA DE GÊNERO SERÁ DIRETRIZ OBRIGATÓRIA DE TODO O SISTEMA ESCOLAR BRASILEIRO. O Substitutivo do Senador Vital do Rego,diz:

O substitutivo do Senador Vital do Rego pode ser conferido neste endereço:
http://www.senado.gov.br/atividade/materia/getTexto.asp?t=142570&c=PDF&tp=1
 

-  A introdução obrigatória da ideologia de gênero como meta da educação nacional através do Substitutivo Vital do Rêgo  faz parte de uma agenda bem estabelecida que pretende alcançar a subversão de todo o sistema escolar através de uma revolução socialista que,com o apoio das mesmas Fundações internacionais que promovem o aborto, tem como objetivo, através das instituições educacionais, eliminar da estrutura social a família natural.

 - Se o Senado brasileiro aprovar o substitutivo Vital do Rêgo (PMDB) para o Plano Nacional da Educação, todos os alunos serão OBRIGADOS a aprender nas escolas a ideologia de gênero, que apresenta como sexualidade normal todas as formas de vida sexual que não possuem qualquer relação com a formação de uma família fundamentada na união entre um homem e uma mulher. Os kits e livros textos gays, bissexuais, transexuais, etc que já são  promovidos e distribuídos pelo nosso governo nas escolas, se tornarão OBRIGATÓRIOS para todas as crianças em idade escolar. O sistema educacional será transformado no principal instrumento ideológico de uma revolução organizada para a demolição e a destruição do conceito da família natural como apresentada na Antropologia natural e na Biblia.

Se você quiser entender em detalhes o que é e como surgiu a ideologia de gênero, BAIXE AQUI GRATUITAMENTE EM PDF O RELATÓRIO "A AGENDA DE GÊNERO": http://www.votopelavida.com/agendagenero.pdf

O relatório "A AGENDA DE GÊNERO" é de importância extraordinária. Pouquíssimas pessoas tem conhecimento da extensão das informações que ali estão contidas. Imprima o relatório e tire cópias se quizer.

Principalmente: imprima algumas cópias especiais e leve-as aos líderes da sua igreja, ou para os líderes de sua comunidade. Assim como você, a maioria deles provavelmente não fazem idéia do que o Partido dos Trabalhadores está preparando,
não para algum dia, mas já para esta terça feira, dia 17 de dezembro como futuro do Brasil.
 
ESCREVA E TELEFONE PARA OS SENADORES, COMPARTILHE A INFORMAÇÃO COM OS AMIGOS E PARENTES. AGORA É A HORA DE AGIR EM DEFESA DA FAMÍLIA, EM DEFESA DAS CRIANÇAS E DOS
JOVENS DESSE PAÍS, EM DEFESA DO FUTURO BRASIL!"

Agradeço a todos pelo imenso bem que estão ajudando a promover. Os
mails, telefon es e faxes dos senadores e dos líderes dos partidos no
Senado estão logo abaixo.

ALBERTO R. S. MONTEIRO – Rede Vida de TV

=========================================================
MANDE HOJE MESMO UM EMAIL AO SEU
SENADOR.

TELEFONE PARA ELE.

PEÇA QUE OS SENADORES REJEITEM, NO PLANÁRIO DO
SENADO, O SUBSTITUTIVO VITAL DO RÊGO AO PLA NO NACIONAL DA EDUCAÇÃO E REJEITEM TODA INCLUSÃO DA IDEOLOGIA DE GÊNERO E
ORIENTAÇÃO SEXUAL NO PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO. DIVULGUE ESTA MENSAGEM ENQUANTO HÁ TEMPO.

====================================================

E-MAILS DE TODOS OS SENADORES

====================================================

acir@senador.leg.br; aecio.neves@senador.leg.br;
alfredo.nascimento@senador.leg.br;
aloysionunes.ferreira@senador.leg.br;
alvarodias@senador.leg.br; ana.amelia@senadora.leg.br;
ana.rita@senadora.leg.br; angela.portela@senadora.leg.br;
anibal.diniz@senador.leg.br; antonio.rodrigues@senador.leg.br;
antoniocarlosvaladares@senador.leg.br;
armando.monteiro@senador.leg.br; benedito.lira@senador.leg.br;
blairomaggi@senador.leg.br; casildomaldaner@senador.leg.br;
cassio@senador.leg.br; cicero.lucena@senador.leg.br;
ciro.nogueira@senador. leg.br; clesio.andrade@senador.leg.br;
cristovam@senador.leg.br; cyro.miranda@senador.leg.br;
delcidio.amaral@senador.leg.br; eduardo.amorim@senador.leg.br;
eduardo.braga@senador.leg.br; eduardo.lopes@senador.leg.br;
eduardo.suplicy@senador.leg.br; ecafeteira@senador.leg.br;
eunicio.oliveira@senador.leg.br;
fernando.collor@senador.leg.br; flexaribeiro@senador.leg.br;
francisco.dornelles@senador.leg.br; garibaldi@senador.leg.br;
gim.argello@senador.leg.br; humberto.costa@senador.leg.br;
inacioarruda@senador.leg.br; ivo.cassol@senador.leg.br;

jader.barbalho@senador.leg.br;
jarbas.vasconcelos@senador.leg.br;
joao.alberto@senador.leg.br; capi@senador.leg.br;
joaodurval@senador.leg.br; joaoribeiro@senador.leg.br;
j.v.claudino@senador.leg.br; jorgeviana.acre@senador.leg.br;
jose.agripino@senador.leg.br; gab.josepimentel@senado.leg.br;
sarney@senador.leg.br; katia.abreu@senadora.le g.br;
lidice.mata@senadora.leg.br; lindbergh.farias@senador.leg.br;
lobaofilho@senador.leg.br; lucia.vania@senadora.leg.br;
luizhenrique@senador.leg.br; magnomalta@senador.leg.br;
maria.carmo@senadora.leg.br; mario.couto@senador.leg.br;
mozarildo@senador.leg.br; osvaldo.sobrinho@senador.leg.br;
paulobauer@senador.leg.br; paulodavim@senador.leg.br;
paulopaim@senador.leg.br; simon@senador.leg.br;
pedrotaques@senador.leg.br; randolfe.rodrigues@senador.leg.br;
renan.calheiros@senador.leg.br; ricardoferraco@senador.leg.br;
roberto.requiao@senador.leg.br; rollemberg@senador.leg.br;
romero.juca@senador.leg.br; ruben.figueiro@senador.leg.br;
sergiopetecao@senador.leg.br; sergiosouza@senado.leg.br;
valdir.raupp@senador.leg.br;
vanessa.grazziotin@senadora.leg.br;
vicentinho.alves@senador.leg.br; vital.rego@senador.leg.br;
waldemir.moka@senador.leg.br; pinheiro@senador.leg.br;
wellingt on.dias@senador.leg.br; wilder.morais@senador.leg.br;
zeze.perrella@senador.leg.br;

====================================================

TELEFONES E FAXES DAS LIDERANÇAS DE
TODO O SENADO
====================================================

SENADOR RENAN CALHEIROS (PMDB-AL)

(61) 3303-2261/2263
(61) 3303-1695
renan.calheiros@senador.leg.br

_______________________________________________

SENADOR ALVARO DIAS (PSDB-PR)

(61) 3303-4059/4060
(61) 3303-2941
alvarodias@senador.leg.br
_______________________________________________

SENADOR GIM ARGELLO (PTB-DF)

(61) 3303-1161/3303-1547
(61) 3303-1650
gim.argello@senador.leg.br

_______________________________________________

SENADOR ALOYSIO NUNES FERREIRA
(PSDB-SP)

(61) 3303-6063/606 4
(61) 3303-6071
aloysionunes.ferreira@senador.leg.br

_______________________________________________

SENADOR EDUARDO BRAGA (PMDB-AM)

(61) 3303-6230
(61) 3303-6233
eduardo.braga@senador.leg.br

_______________________________________________

SENADOR JOSÉ PIMENTEL (PT-CE)

(61) 3303-6390 /6391
(61) 3303-6394
gab.josepimentel@senado.leg.br

_______________________________________________

SENADOR WELLINGTON DIAS (PT-PI)

(61) 3303 9049/9050/9053
(61) 3303 9048
wellington.dias@senador.leg.br

_______________________________________________

SENADOR JOSÉ AGRIPINO (DEM-RN)

(61) 3303-2361 a 2366
(61) 3303-1816/1641
jose.agripino@senador.leg.br

_______________________________________________

SENADOR RODR IGO ROLLEMBERG (PSB-DF)

(61) 3303-6640
(61) 3303-6647
rollemberg@senador.leg.br

_______________________________________________

SENADOR VITAL DO RÊGO (PMDB-PB)

(61) 3303-6747
(61) 3303-6753
vital.rego@senador.leg.br

_______________________________________________

SENADOR INÁCIO ARRUDA (PC DO B-CE)

(61) 3303-5791 3303-5793
(61) 3303-5798
inacioarruda@senador.leg.br
===================================================

Artigo

AMEAÇA À FAMÍLIA BRASILEIRA

A TODOS OS QUE COMPREENDEM O VALOR DA VIDA HUMANA

            Está marcada para o próximo dia 17 a votação do substitutivo proposto pelo Senador Vital do Rego (PMDB-PB) ao Plano Nacional de Educação (PNE) a vigorar nos próximos dez anos. A situação é grave e vai piorar: o atual governo pretende aprovar.

            O referido substitutivo é uma pancada nas famílias brasileiras responsáveis pelas novas gerações. Ele introduz no PNE a perigosa ideologia de gênero.

            Diante deste quadro é preciso expor, ainda que sumariamente, as grandes linhas dessa ideologia ameaçadora a fim de que todos saibam para onde alguns políticos profissionais empurrarão o Brasil caso não haja uma reação sadia, vigorosa nossa e de nossos líderes políticos e religiosos.

            A palavra gênero substitui – por uma bem planejada manipulação da linguagem – a palavra sexo. Tal substituição não se dá, porém, como um sinônimo, mas, sim, como um vocábulo novo capaz de implantar na mente e nos costumes das pessoas conceitos e práticas inimagináveis.

            Nesse modelo inovador de sociedade, não existiria mais homem e mulher distintos segundo a natureza, mas, ao contrário, só haveria um ser humano neutro ou indefinido que a sociedade – e não o próprio sujeito – faria ser homem ou mulher, segundo as funções que lhes oferecer.

            Se é a sociedade quem cria o homem e a mulher e não a natureza, será preciso forjar um novo modelo educacional no qual os comportamentos específicos das meninas vá sendo assimilado pelos meninos (e vice-versa) desde a mais tenra idade.       Começando nas escolas e avançando pela sociedade em geral, a ideologia de gênero – dizem seus arautos – derrubará, conforme já asseverava o velho chavão marxista-hegeliano alemão do século XIX, o domínio do homem sobre a mulher sempre enganada, escravizada e reduzida a transitar entre as crianças em casa e na Igreja.  Ante tudo o que foi dito, percebe-se que essa ideologia não nasceu ontem. Ela é  um fruto amargo da revolução comunista e se encontra esboçada no livro A origem da família, da propriedade e do Estado, de Friederich Engels, amigo de Karl Marx, de 1884. Sabendo disso, não nos espanta ver que o atual governo, confessadamente socialista e defensor do aborto, se empenhe com sua base aliada, para impor aos brasileiros ideologias contrárias à Lei de Deus e esmagadoras da família.

            A reflexão que fazemos nos conduz a dois pontos conclusivos: a) Deus criou homem e mulher à sua imagem e semelhança a fim de que se complementem: sexo masculino e sexo feminino (Gênesis 1-2), A Biblia apresenta, em linguagem própria, a mulher feita a partir da costela (ao lado) do homem, para dizer que ela é sua companheira; b) Se democracia é o governo do povo e para o povo, por que políticos profissionais ligados ao atual governo voltam as costas aos interesses populares a fim de implantarem à força em nosso país uma ideologia totalitária?

            Temos, enquanto cristãos e pessoas de bom-senso em geral, de resistir a tudo isso dentro da lei e da ordem. Temos o direito de recorrer também à objeção de consciência que é um direito humano. Caso, porém, nosso direito de resistir seja negado, estaremos, então, vivendo uma ditaduras disfarçada.

Prof. Vanderlei de Lima

fonte: Diocese de Amparo